contatos@ronaldobezerra.com
85 9770.1807 - 8701.3387

Ronaldo A. Bezerra

segunda-feira, fevereiro 03, 2014

O Prêmio do Chamado

"E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido" (Gálatas 6:9)

Tenho perguntado-me, será que é mesmo necessário passarmos por diversas provações? Olhe a resposta: "Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria o fato de passarem por diversas provações". Parece algo tão quanto improvável, e por demais desnecessário. Procuramos desempenhar nosso papel de filhos e amigos de Deus, levando a risca os mínimos detalhes, não queremos e não admitimos o erro. Até quando passaremos à largo sem enfrentarmos o egocentrismo frente a frente, permitindo-nos o alcance da cura de nossas almas?

Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida. Porque será que falamos tanto de sabedoria, sem ao menos produzirmos frutos de arrependimento? Enquanto que as Escrituras Sagradas nos ensina: "E que mérito terão, se fizerem o bem àqueles que são bons para com vocês? Até os ‘pecadores’ agem assim", mais bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos. Não se canse de fazer bem.

Ele nos deu este mandamento: Quem ama a Deus, ame também seu irmão. Toda a lei se resume num só mandamento: "Ame o seu próximo como a si mesmo". Em um mundo conturbado como este em que vivemos, onde filhos matam pais e mães, onde a inversão de valores é um fator predominante, levando ao caos uma sociedade pervertida e imoral, onde quem manda e desmanda são os atenuantes desmedidos alienados, cauterizados por pensamentos ante-Cristo, levando-nos até mesmo a descontinuidade, comprometendo o cumprimento da boa obra.

Mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele. É chegado o tempo de avançarmos, e não de pararmos, deixando pela metade o que começando tão bem. O coração do salmista se encontra dessa forma: "Pois incontáveis problemas me cercam e as minhas culpas me alcançaram, e já não consigo ver. São mais numerosos que os cabelos da minha cabeça, e o meu coração perdeu o ânimo". Não desista, não pare, muito longe da salvação você e eu já estivemos: "Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus".
Ronaldo A. Bezerra
Reações: