contatos@ronaldobezerra.com
85 9770.1807 - 8701.3387

Ronaldo A. Bezerra

sexta-feira, agosto 02, 2013

CONTENTAMENTO

Uma pessoa quando está contente manifesta alegria, felicidade, contagiando todos à sua volta, diferentemente de uma pessoa que está triste, de baixa estima, que na maioria das vezes não consegue romper o casulo do indiferentismo melancólico, contagiando também, os que fazem parte do seu convívio relacional. O interessante é que em toda a minha vida, jamais presenciei ou convivi com alguém que tivesse contentamento por está triste, ou está triste por está alegre, é algo sem nexo, ou seja, não há vínculo harmonioso, contudo, é possível está alegre em meio as adversidades, em Cristo Jesus. Temos que saber que a única fé que salva, é a fé salvífica, mas, o que é  realmente fé salvífica? "É o contentamento de tudo o que Deus é em nós, em Cristo Jesus". Acaso pode sair água doce e água amarga da mesma fonte? Claro que não. Da mesma forma, não podemos está alegres e tristes ao mesmo tempo. Você já parou para analisar que na maioria das vezes, somos nós mesmos que adquirimos situações adversas, pela qual não gostaríamos de viver? O casamento foi escolha nossa, por livre e espontânea pressão? Na maioria das vezes foi por vontade própria. Planejamos nossos filhos, pois sonhamos em ter uma família feliz, no entanto, parece que saiu tudo errado, não era esse o tipo de filhos que desejávamos, e agora, o que fazer? Amá-los, ensiná-los no caminho: "Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude, antes que venham os dias difíceis e antes que se aproximem os anos em que você dirá: "Não tenho contentamento neles". Esses ensinamentos jamais serão esquecidos, mesmo que saiam do caminho, voltarão um dia. A vida cristã não poderia ser diferente, não é e nunca será, como ter um carro novo do ano, uma casa mobilhada, uma conta gorda em um banco suíço, pelo contrário negue-se a si mesmo e siga-me diz Jesus Cristo em Sua Palavra
, não estou dizendo que não podemos ser bem sucedidos, pelo contrário, as Escrituras Sagradas fala de um povo próspero. O Evangelho das 'Boas Novas' nos convida para morremos para nós mesmos, porquanto, 'Viver é Cristo e morrer é Lucro". Quando o Apóstolo Paulo menciona: "Posso tudo n'Aquele que me fortalece, ele está declarando que aprendeu a passar pelo teste do tempo sem reclamar, que a falta de dinheiro não poderia ser a mola mestre para o seu contentamento em Deus: "Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade". E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?
Ronaldo A. Bezerra #DeustedizqueSil!
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário