contatos@ronaldobezerra.com
85 9770.1807 - 8701.3387

Ronaldo A. Bezerra

terça-feira, julho 17, 2012

SÊ TU UMA BENÇÃO

"De maneira que pelo contrário deveis antes perdoar-lhe e consolá-lo, para que o tal não seja de modo algum devorado de demasiada tristeza" 

(2 Coríntios 2:7).

  1. 1. PERDÃOE a quem perdoardes alguma coisa, também eu; porque, o que eu também perdoei, se é que tenho perdoado, por amor de vós o fiz na presença de Cristo; para que não sejamos vencidos por Satanás. São estas as palavras do apóstolo Paulo no que se refere ao perdão: "Para que não sejamos vencidos por Satanás", devemos perdoar. O perdão é uma remissão de culpa, um indulto e benevolência. Porque a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação, da qual ninguém se arrepende; mas a tristeza do mundo opera a morte. Entenda uma coisa, haverá momentos que nos sentiremos tristonhos (a), desanimados (a), até mesmo sem forças para continuar, neste caso precisamos discernir qual o propósito de tudo isto, qual a origem dessa tristeza, será que não é o amor de Deus nos constrangendo? Nos impulsionando à prática do perdão?
  2. 2. CONSOLAR Tem misericórdia de mim, ó SENHOR, porque estou angustiado. Consumidos estão de tristeza os meus olhos, a minha alma e o meu ventre. Precisamos ter um coração ensinável, somente assim teremos êxito naquilo pelo qual fomos chamados, sim! Fomos chamados para exercer, o ministério da "Reconciliação", é isto mesmo querido (a), eu e você não fomos apenas chamados para a liberdade, mas, para a capacitação do Espírito Santo que nos consola e nos faz lembrar de tudo aquilo que o Mestre nos ensinou e nos ensina todos os dias através da Sua Palavra. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras. Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros.
  3. 3. TRISTEZASenti as vossas misérias, e lamentai e chorai; converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza. Assim como fomos perdoados devemos perdoar. Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? É chegado o tempo de converter o nosso riso em pranto, clamar e interceder por aqueles que estão sedentos do SENHOR, mas que não tem ânimo nem forças para voltar as práticas do primeiro amor. Tempo de transformar o nosso gozo em tristeza, pelo conformismo de muitos cristãos que só pensam nos seus próprios umbigos, tentam fazer de Deus o objeto de seus deleites, rotulam de benção tudo aquilo que precisam e se esquecem de que eles mesmos são a própria benção. Não se permita viver em uma zona de conforto, sê tu uma benção! Afinal... Hoje é terça - feira.
          RONALDO A. BEZERRA
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário