contatos@ronaldobezerra.com
85 9770.1807 - 8701.3387

Ronaldo A. Bezerra

sexta-feira, janeiro 20, 2012

REDENÇÃO

 
"E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito" (João 19:30). 
  1. GRATIDÃO - Por mais que tentemos ser gratos, até mesmo através de nossa obediência, fazendo obras sociais, esforçando-se ao máximo, jamais, encontraremos palavras para expressar a gratidão por tão grande Amor. Por mais que não enxerguemos a magnitude desse grandioso ato de entrega, mesmo assim, nada irá invalidar o preço que foi pago naquela cruz, nem mesmo nossa ingratidão. Jesus Cristo se fez maldito em nosso lugar, o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas suas pisaduras nós fomos sarados. Você já parou para pensar sobre isto?
  2. ENTREGA - Mas, existe algo tremendo da parte de Deus. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que "DEU", olhe para a palavra. Eu ainda não tinha enxergado pela visão CRISTOCÊNTRICA, Deus  outorgou, garantiu, tomou para Si o compromisso, a dívida. Será que nós temos dado o nosso melhor para Deus? Claro, eu sei e até compreendo a luta que cada um trava pela sobrevivência neste mundo, muita das vezes desgastante e desafiador. Jesus certa vez declarou: "E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará". A pergunta é: como anda o seu coração, como você tem se relacionado com Deus, você tem se entregado por completo? De que maneira você temos andado? Para onde você caminhado?
  3. CONSUMAÇÃO - Você tem honrado a Deus com seus dons e talentos? Será que temos amado o próximo como a nós mesmos, assim como Jesus Cristo nos ordenou? Jesus inclinando a cabeça entregou o Seu Espírito, e complementa: "Está consumado". Daqui por diante você é livre, abençoado, para abençoar, próspero para favorecer o necessitado, amado para amar, chamado para fazer obras maiores do que Eu fiz, porque o preço já foi pago. Abra a sua boca declare a Ele o quanto você o ama e necessita do Seu amor, do Seu cuidado. Afinal... hoje é sexta - feira.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário