contatos@ronaldobezerra.com
85 9770.1807 - 8701.3387

Ronaldo A. Bezerra

domingo, março 22, 2009

"Unidade"

Toda matéria viva é basicamente parecida. Um único átomo diferencia o sangue animal da clorofila vegetal. No entanto, o corpo percebe diferenças infinitesimais com um faro que jamais se engana. Ele conhece as suas centenas de milhões de células pelo nome.
Os primeiros receptores de transplante de coração morreram não porque o coração deles falhou, mas porque o corpo deles não admitia ser enganado. Embora as novas células cardíacas se parecessem sob todos os aspectos com as antigas e batessem no ritmo certo, elas não pertenciam àquele corpo. Violou-se a lei da natureza que determina quais membros pertencem a que corpo. O corpo grita “Estrangeiras!” contra as células importadas e se mobilizam para destruí-las. A ciência do transplante de órgãos ainda está engatinhando porque não conseguiu solucionar esse enigma da reação imunológica.

DNA” – O DNA é tão apertado e compacto que todos os genes de todas as células do corpo caberiam no espaço à outra, teríamos um cordão que se estenderia da terra ao Sol, ida mais de 400 vezes.

A comunidade chamada Corpo de Cristo difere de todos os outros grupos humanos. Ao contrário do que acontece com um corpo político ou social, ser membro do Corpo de Cristo implica algo tão radical como uma nova marca codificada dentro de cada célula. Na verdade, eu me torno geneticamente igual ao próprio Cristo porque pertenço ao seu Corpo.

Quanto mais pondero a respeito das implicações dessa analogia, tanto mais ela me esclarece uma verdade espiritual muitas vezes afirmada pela Bíblia, mas em termos enigmáticos: “Não percebem que Cristo está em vocês?”; - Ou não reconheceis que Jesus Cristo está em vós??? ( 2 Co 13:5 ) -“Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” – Paulo. ( 2:19b, 20a ), “Estou em meu Pai, vocês em mim, e eu em vocês”; ( João 14:20 ) - “Eu sou a videira; vocês são os ramos – Jesus. ( João 15:5 ).
Reações:

0 comentários: